Semana Santa: 365 Dias de Irmandade

Durante a Semana Santa em Abril, Málaga cheira a laranjeiras em flor e a incenso, as suas ruas enchem-se com o bulício de multidões animadas e o som de caminhadas ordeiras, ocasionalmente interrompidas pelo som de um sino. Passado um tempo, o sino volta a tocar e o som de centenas de passos volta-se a ouvir, acompanhados por gritos de “Guapa!”, que soa por cima do barulho de trompetes e tambores. De um dos lados, uma grande procissão parece marchar ritmadamente, carregando dezenas de figuras vestidas em longas e coloridas túnicas e chapéus bicudos. O grupo de homens e mulheres em procissão move-se a uma passada certa pelas ruas, concentrando-se nas ordens do homem encarregue de o dirigir.
 
A visão da procissão é tremenda: carregando uma plataforma que mede 5-6 metros de comprimento, tem por cima um enorme trono onde se senta a figura da Virgem Maria. A figura da Virgem está rodeada por centenas de velas e flores, enquadrada por ricos ornamentos. Não restam dúvidas de que a Semana Santa espanhola é única no mundo, e ver a enormidade do trabalho posto neste espetáculo faz-nos pensar sobre os seus organizadores, sobre quem constrói tão espetaculares carros alegóricos e quem os carrega das capelas e igrejas até às ruas de Málaga? E porque se vestem as estátuas com os tradicionais robes e chapéus? Porque sofrem os participantes dias inteiros debaixo do intenso sol espanhol, carregando estas enormes e pesadas plataformas e percorrendo as ruas de Málaga? 

Cofradia – O que significa? 

 Semana Santa em Málaga
 
A Ferias em Espanha foi conhecer Eduardo Rosell Vergara, o Hermano Mayor da irmandade da Reales Cofradias Fusionadas, numa conversa que aconteceu na sede desta ordem religiosa na Calle Postigo de San Juan.
 
Deparámo-nos com um homem extremamente elegante que imediatamente nos convidou a entrar e que nos levou pelas capelas contendo figuras de Cristo e da Virgem Maria.
 
Igreja de San Juan, Málaga
 
Vergara aponta para aquelas estátuas e diz-nos: “Esta estátua pertence ao Santíssimo Cristo de la Vera-Cruz e Sangre, a mais velha estátua a ser carregada numa procissão de Málaga. E aqui pode-se ver a figura da Virgem Maria Santíssima de Lágrimas e Favores”. Acrescenta ainda que “o famoso ator espanhol Antonio Banderas nasceu em Málaga e é um membro da nossa irmandade. Ele é um devoto fiel à nossa Virgem Maria e escreveu um hino especificamente para ela, que canta sempre antes de sair da igreja no Domingo de Ramos.”
 
Virgem de Lagrimas y Favores, Antonio Banderas, Semana Santa em Málaga
 
A Cofradia na Igreja Católica corresponde a uma fraternidade religiosa que se reúne em torno de uma fé comum e devoção a Cristo, à Virgem Maria ou a um santo escolhido.
 
As cofradias que participam na Semana Santa são fraternidades penitenciais. Cada uma delas (só em Málaga existem 44) possui o seu próprio estatuto e regras, e todas estão sujeitas às dioceses da província respetiva. As cofradias de Málaga respondem diretamente à diocese da mesma cidade. 
 
Semana Santa em Málaga
 
A Irmandade baseia-se numa estrutura hierárquica bem definida, liderada pelo Hermano Mayor, que é eleito pela Comitiva da Irmandade. Também existem executivos financeiros e secretários, etc. Vergara tem liderado esta irmandade há já 7 anos e é membro dos “Fusionados” há 47.

Como nos podemos tornar membros da Irmandade?

Almeria, Semana Santa
 
O site oficial de cada Irmandade refere que para nos tornarmos membros, basta preencher um formulário e enviar por email à associação. É ainda indicado que quem já for membro da fraternidade pode ajudar no processo de seleção de novos membros, confirmando que se trata de um candidato católico e que é adequado a juntar-se à fraternidade. Há finalmente um valor de 48€ a pagar antes de a candidatura ser processada.
 
Não deve surpreender que as cofradias também tenham membros de fora de Málaga. Vergara faz menção de que alguns membros são provenientes de outras cidades e por vezes até de outros países. De momento, a igreja da Reales Cofradias Fusionadas já conta com 3 000 membros de pleno direito (aqueles que pagam uma anuidade) e é a maior Irmandade de Málaga.
 
Nazareno
 
Evaristo Díez Alcaraz, um dos membros da Igreja Reales Confradias Fusionadas, diz com graça que os mitos sobre rivalidades entre fraternidades não se verifica: “Isto não é como no futebol. Não há um Madrid contra Barcelona, não há competição, tens só de escolher a melhor Irmandade para ti. Podes até ser membro de várias fraternidades ao mesmo tempo, apesar de não poderes nesse caso estar no conselho de direção delas.”
 
É interessante que seja tão difícil de sermos excluídos de uma irmandade. Uma das maneiras fulgurantes é, contudo, usar os robes e chapéus tradicionais nas ruas e fora da Semana Santa. 

Primeiro irmão, depois espanhol

Virgem de Lagrimas y Favores, Antonio Banderas, Semana Santa em Málaga
 
Os corredores do primeiro andar estão preenchidos por imensos devotos. Alguém fala em voz alta, e outros contam entusiasmados as suas histórias ao grande grupo à sua volta, despoletando risadas gerais. Entramos numa sala com túnicas pretas, cremes e violetas dispostas em mesas e expositores. Por trás de gabinetes de vidro, os olhos pintados de anjos e de querubins olham-nos.
 
A sala fica rapidamente preenchido com crianças, adolescents, homens e mulheres de todas as idades. Na mesa alguém coloca uma lista de nomes, com marcas à frente daqueles que já receberam as suas túnicas. A atmosfera é agradável e relaxada, e todos parecem relacionar-se de forma familiar.
 
“Há quanto tempo és membro da fraternidade?”, pergunto a um rapaz que acaba de entrar na sala.  Carlos tem 20 anos e desde que nasceu que foi inscrito nesta associação. Logo após o nascimento, o seu pai inscreveu-o nos “Fusionados” e logo depois começou a participar na procissão como acólito aos 9 anos.
 
Sede da Reales Cofradias Fusionadas, Málaga
 
Um outro rapaz de nome Eduardo, o filho do presidente da irmandade, lembra a sua infância ao lado do pai sempre vestindo o seu pequeno robe religioso. Na sua família, todos os tios e primos pertenceram a esta associação.
 
Evaristo, que se juntou à nossa conversa, ri-se e acrescenta que em Málaga, sempre que uma criança nasce, primeiro inscreve-se na irmandade e só depois é faz o seu registo de nascimento. Ele acaba de celebrar o seu 47º aniversário enquanto membro.
 
Segundo diz: “Antes de podermos participar numa procissão real, já tínhamos organizado procissões em casa, e desempenhávamos os nossos papéis favoritos nos corredores. Fomos aos Fusionados com os nossos colegas, e alguém sugeriu uns dias mais tarde que nos inscrevêssemos como membros da fraternidade. Naquela altura, as minhas motivações era mais sociais do que religiosas. Isso mudou com o tempo.”

Seja membro 365 dias por ano

Semana Santa em Málaga
 
As irmandades surgem nas ruas dias antes da Semana Santa ter início, e é à tarde que vai ouvir as dezenas de tambores e trompetes dando ritmo às marchas da Semana Santa. O centro da cidade enche-se com clientes devotos em visita a lojas especiais, procurando pelos chapéus pontiagudos enquanto alfaiates dão os últimos retoques às túnicas antes do grande acontecimento do Domingo de Ramos.
 
Para os que vêm de fora, pode parecer que as atividades da fraternidade estão limitadas às poucas semanas de trabalho que decorreram em preparação da Semana Santa. Mas esquecemo-nos que os seus membros não vestem os seus fatos tradicionais diariamente nas ruas da cidade, e que as preparações nas ruas são muito mais prolongadas.
 
Todas as atividades relacionadas com os programas estatutários e sociais são financiados pelas contribuições dos membros, mas também por rifas, jantares de caridade e donativos. É durante a Feria de Málaga que a fraternidade exibe o seu próprio stand (caseta) onde organiza estes eventos de caridade. Os fundos são distribuídos por diferentes causas sociais pela maior fundação de Málaga – Fundación Lagrimas y Favors –, tendo Antonio Banderas por presidente.
 
Virgem de Lagrimas y Favores, Semana Santa em Málaga
 
Apesar de a igreja Reales Cofradias Fusionadas ter cerca de 3 000 membros, apenas uma fração deles aparece nas suas atividades diárias. Aqueles que realmente se sentem responsáveis pelo dia-a-dia da fraternidade (os participantes ativos são cerca de 150-200, dependendo da época do ano), costumam-se ver na sede da fraternidade com muita frequência. O tempo que dispõem é em regime puramente voluntário e normalmente trabalhando lá em regime de full time.
 
“A ajuda da família é a base na qual fazemos o nosso trabalho”, explica Evaristo. “As famílias são quem mais sofre devido ao facto de não estarmos em casa. Por outro lado, a maioria das famílias não conhecem outro tipo de vida – a minha mulher conheceu-me quando eu era já membro da fraternidade, por isso a vida da fraternidade é inseparável da vida familiar.”

Posições: Mayordomo, submarine, hombre de trono

Antonio Banderas, Semana Santa em Málaga
 
Os títulos das posições da irmandade podem soar enganadoras, mas são baseadas nas funções de cada grupo. Por exemplo, os “submarinos” são as pessoas seguem por baixo dele, ao passo que as pessoas localizadas ao lado do outro e o carregam nos seus ombros são chamados de “hombres de trono”. Os “submarinos” podem manter-se em total escuridão debaixo do pesado trono ao longo de toda a procissão (cerca de 9 horas). Os enormes e profusamente decoradas plataformas alegóricas atraem todas as atenções e são considerados objetos de arte para alguns, contudo quando se vê o trono por baixo apercebemo-nos de que ele é mais como uma jaula ou gaiola. 
 
Semana Santa em Málaga
 
Na parte de cima existem estruturas de madeira entre as quais os submarinos se colocam, e os tecidos coloridos caem dos seus lados limitando as correntes de ar. Dispostos lado-a-lado e com pouco espaço para se mexerem, vestidos de túnicas muitas vezes feitas de lã, o calor pode ser quase opressivo.
 
Suportando o peso da estruturas e o bafo quente dos companheiros, também as temperaturas cada vez mais altas debaixo do trono e as mãos dormentes, como podem estes homens concentrar-se nas ordens do mayordomo quando lhes é pedido que levantem a plataforma alegórica?
 
Carlos diz: “Os meus pensamentos estão focados na família, naqueles que já não estão connosco e na figura que carrego aos ombros. Antes de tudo, penso naquelas pessoas que eu amo, porque vai acontecer eu ficar sem forças e o trono ter de ser levantado com o coração.”
 
 Virgem de Lagrimas y Favores, Semana Santa em Málaga
 
Quem diria que carregar um enorme trono pode ser um privilégio? Os rumores e mitos urbanos afirmam que existem listas de espera para os membros interessados em carregar a plataforma. Acontece que estes não são de todo mitos e, em algumas irmandades, existem até listas de espera que chegam aos 6 anos.
 
Eduardo, um dos majordomos da fraternidade, explica que “ser um ‘hombre de trono’ é uma grande honra porque podemos carregar Cristo ou a sagrada Virgem nos nossos ombros, essa experiência é sem dúvida mais importante que participar na procissão. Estas são figuras muito populares, por exemplo para carregar a Virgen de Lágrimas e Favores temos de esperar entre 2 a 3 anos.”
 
Virgem de Lagrimas y Favores, Semana Santa em Málaga
 
Os irmãos com quem temos conversado são esperançosos, otimistas e acreditam fortemente no que fazem. A única coisa de que têm medo durante a Semana Santa é da chuva.  Segundo eles: “Quando chove, o nosso mundo desfaz-se de certa maneira. Passamos o ano inteiro em preparações, mas a esperança e a motivação desaparecem quando começam a cair gotas de chuva.”
 
 
Para uma experiência autêntica, reserve um apartamento na cidade de Málaga durante a Semana Santa e participe nestas apaixonantes celebrações.

Apartamento em Málaga cidade

  • 1 quarto
  • 4 pessoas
  • 1 casa de banho
  • 45 m²: área coberta
  • Wi-Fi
  • Ar condicionado
  • Aquecimento
  • Elevador
  • TV
Id: 57988 Adicionar aos Favoritos Remover Remover
€ 490 - 1 050/semana € 70 - 150/noite Mostrar detalhes

Apartamento em Málaga cidade (Centro histórico de Málaga)

(1)
  • 2 quartos
  • 4 pessoas
  • 2 casas de banho
  • 100 m²: área coberta
  • 15 m²: terraço
  • Wi-Fi
  • Mobília de exterior
  • Elevador
  • Satélite
Id: 22596 Adicionar aos Favoritos Remover Remover
€ 932 - 1 271/semana € 133 - 182/noite Mostrar detalhes

Apartamento em Málaga cidade (Cerrado de Calderon)

  • 2 quartos
  • 4 pessoas
  • 1 casa de banho
  • 70 m²: área coberta
  • Piscina comum
  • Wi-Fi
  • Jardim
  • Estacionamento
  • Elevador
Id: 55650 Adicionar aos Favoritos Remover Remover
€ 578 - 2 156/semana € 83 - 308/noite Mostrar detalhes
X


Eu li e aceito a política de privacidade
 Ganhe um voucher de € 750 como prémio! 
Ferias-Espanha.pt usa cookies de terceiros para melhorar os nossos serviços e mostrar anúncios ajustados às suas preferências, analisando os hábitos de navegação. Mude as configurações e obtenha mais informação. aqui