14 Eventos Estranhos e Maravilhosos em Espanha em 2019

Com o novo ano a começar, tomámos a liberdade de fazer uma lista de todos os festivais que vão decorrer em 2019. Mas encontrámos alguns eventos verdadeiramente estranhos e maravilhosos que merecem uma lista por si só.
 
A combinação da criatividade espanhola, com os mistérios das histórias locais e o desejo de garantir sempre bons momentos resultou em celebrações loucas e extravagantes plenas de alegria e animação.
 
Desde as loucas batalhas com tomates, vinho e farinha às danças com esqueletos e as torres humanas, veja aqui os 14 eventos mais estranhos e maravilhosos de Espanha. 
 
Enfarinhados de Ibi

1. La Vijanera - Silió (Molledo), Cantábria

Começamos a nossa original lista com o primeiro carnaval do ano a ter lugar na Europa: é a Festa La Vijanera, que se celebra na Cantábria no primeiro domingo de cada ano. Aqui, os extravagantes “zarramacos”, uma das expressões espanholas dos caretos, surgem vestidos com peles de cores vivas, grandes badalos ao peito e chapéus pontiagudos.
 
Cada zarramaco cumpre uma função específica, e, juntos, percorrem toda a povoação de Silió para afugentar os maus espíritos. Pelo caminho ainda recitam as “Las Coplas”, em que se entoam palavras satíricas contra o ano que findou, entrado posteriormente numa caça ao urso que simboliza a supremacia do bem sobre o mal, um gesto que serve igualmente de boa sorte para o ano que começa. Esta festa tem de tudo: diversão, superstição, e cultura popular.
 
La Vijanera

2. As Fallas de Valência

O festival das Fallas é a prova de que em Espanha sabe-se organizar uma verdadeira festa. As Fallas celebram-se todos os anos em meados de março ao longo da cidade de Valência e é uma festa de rua com humor, fogos e cheiro a pólvora, durante a qual grandes e coloridas estátuas "ninots" feitas em papier-mâché são ateadas com fogo. Durante o ano, diferentes comités organizadores construem estas estátuas de raíz, algumas delas medindo mais de 20 metros de altura.
 
O ninots satíricos são dispostos um pouco por toda a cidade, de modo a que as pessoas possam desfrutar deles antes de serem ateados durante esta divertida fiesta. Só uma das fallas é salva através de votação popular, sendo depois transportada para o Museu Fallero. 
 
As Fallas de Valência

3. A Fiesta de Santa Marta de Ribarteme - As Neves, Pontevedra

O Festival de Santa Marta de Ribarteme é uma celebração particularmente peculiar onde os sobreviventes de experiências de quase-morte são transportados pelas ruas em caixões abertos. Os familiares dos sobreviventes transportam estes caixões até à igreja local para mostrar gratidão à Virgem Maria, que protegeu os seus entes queridos em momentos difíceis.

Santa Maria de Ribarteme não é a mais típica das fiestas em Espanha, mas o after-party torna o ambiente mais ligeiro com o fogo-de-artifício, a música ao vivo com várias orquestras e a boa comida. 
 
La Fiesta de Santa Marta de Ribarteme - As Neves, Pontevedra

4. A Tomatina de Buñol, Valência

A Tomatina é a maior guerra de lançamento de tomates do mundo, celebrando-se sempre na última quarta-feira de agosto. Este divertido e animado festival acontece na cidade de Buñol, perto de Valência. A pequena cidade de Buñol tem apenas 9000 habitantes, mas duplica de tamanho durante este famoso evento em que mais de 140 toneladas de tomates maduros são atirados contra tudo o que se mova.
 
Em 2012 cerca de 50,000 pessoas participaram na Tomatina, o que forçou o município de Buñol a cobrar ingressos de 12€ para poder participar na festa. Dada a enorme participação, é hoje obrigatório comprar bilhete com antecipação. 
 
Durante a Tomatina é quase impossível encontrar alojamento em Buñol, por isso é uma boa ideia fazer reserva de uma casa de férias em Valência e poupar assim uma pequena fortuna.
 
La Tomatina, Valência

5. Concurso de Castells, em Tarragona

Todos os anos em Tarragona decorre a competição da maior torre humana, também conhecida como concurso de Castells. A tradição desta construção de torres humanas que pode chegar aos 10 metros de altura tem uma longa história na Catalunha e data do século XVIII. As torres são feitas de pessoas que se colocam nos ombros umas das outras, e normalmente há uma pequena criança que sobe até ao topo coroando a torre humana.
 
Os Castells foram declarados como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO, pelo que é obrigatório que os vá ver. Mas se mesmo assim não conseguir ir até à cidade de Tarragona, consulte em alternativa o programa de actividades das principais celebrações na Catalunha. Durante a Mercé, Sant Jordi, ou La Diada, nunca faltam por lá as Torres Humanas, por isso não perca a oportunidade e reserve um alojamento de férias na Catalunha
 
Concurso de Castells

6. Batalha do Vinho de Haro, La Rioja

Se a Tomatina lhe parece uma grande salganhada, imagine o que seria uma luta de vinho! Rioja é um dos mais conhecidos vinhos espanhóis e a província de La Rioja celebra-o em grande estilo, com uma caótica guerra de vinho que pretende celebrar o sucesso global da região enquanto produtor desta marca.
 
Conta-se que a 29 de Junho, durante uma romaria que aconteceu na ermita de Los Riscos de Bibilio, um aldeão decidiu refrescar um seu companheiro vertendo-lhe vinho em cima. Aparentemente a prática estendeu-se e repetiu-se, porque ao longo dos anos a festa veio crescendo cada vez mais, ao ponto de hoje se utilizarem 130 mil litros de vinho neste acontecimento que atrai mais e mais gente a cada ano que passa.
 
Batalha de vinho

7. El Cascamorras - Guadix y Maza, Granada

Esta é de facto uma das festas com maior tradição e mais animada em Espanha. El Cascamorras é um bobo vestido de cores vivas, originário da belíssima região tradicional de Guadix. Todos os anos, a 6 de setembro, encontramos esta personagem irrompendo pela povoação de Baza para tentar roubar a imagem da Virgem da Piedade. No meio do assalto, é função de todos à sua volta tentarem impedi-lo desse feito, lançando-lhe por cima tintas e perseguindo-se pelas ruas da povoação.
 
Mas dá-se sempre o regresso de Cascamorras a Guadix, de mãos vazia, o que apazigua os habitantes durante este período intenso de caça ao bobo. Mas nem por isso deixa de existir perseguição, porque os participantes vão pegar em tintas e fazer com que o bobo tenha de voltar a fugir. 
 El Cascamorras

8. Festa dos Enfarinhados - Ibi, Alicante

28 de dezembro é sempre o dia em que os Enfarinhados impõem o seu peculiar sentido de justiça na principal praça de Ibi (Alicante), dando início a uma original batalha de farinha, ovos e legumes.
 
Estes divertidos personagens dedicam-se a cobrar “impostos” junto da povoação, que depois doam a organizações de beneficência. Todos os que se neguem a pagar, receberão com bombas de farinha em cima.
 
É combinado um cessar-fogo à hora do almoço, para os festivaleiros se lançarem à fabulosa comida oferecida pelos restaurantes. Mais tarde a batalha recomeça com mais quilos de farinha, pólvora seca, danças e boa música.
 
Festa dos Enfarinhados

9. Festival Filoxera em Penedés, Catalunha

Durante a noite de 7 se setembro, os gigantones tomam as ruas, bailando tranquilamente em Sant Sadurní d’Anoia, mas as atenções recaem é sobre as enormes estátuas de insetos (filoxeras) que desfilam pelas ruas da povoação. No dia 8 produz-se o ataque aos insetos, quando as ruas se enchem de fogos-de-artifício, e também música, que simboliza a sua desaparição.
 
O Festival Filoxera pretende dar uma ideia de como a região vinícola de Penedés sofreu de pragas de insetos em tempos passados. A praga foi a principal razão por que a região passou a produzir mais uva branca, focando-se então nos vinhos de cava. Se quiser ficar a saber mais sobre as tradições da cava em Penedés, consulte o nosso artigo sobre o roteiro da cava em Penedés.   
 
Festival Filoxera em Penedés, Catalunha

10. O festival de tambores Tamborrada, em San Sebastián

A 20 de janeiro, começa em San Sebastian um dos festivais mais barulhentos e divertidos do país: La Tamborrada. Mais de 15,000 habitantes locais juntam-se por um dia para tocar tambores sem parar durante 24 horas.
 
As origens desta celebração são incertas. De acordo com a versão mais popular dos acontecimentos, a tradição terá começado no início do século XIX, quando as tropas de Napoleão invadiram San Sebastián e as mulheres locais passaram a bater em baldes para gozar com os soldados frances que marchavam pelas ruas da cidade. Hoje, a La Tamborrada simboliza a união dos habitantes de San Sebastián e é um momento importante que reforça a identidade basca. 
 
Diferentes organizações gastronómicas foram fundamentais para a promoção e o sucesso da La Tamborrada. É por isso que muitos dos tocadores de tambores vestem uniformes de cozinheiro e vestimentas tradicionais bascas durante o festival. 
 
Tamborrada, San Sebastián

11. A Descida dos Rios em Nargó, Lleida

Já se imaginou a descer rios movimentados em cima de plataformas de madeira? Na Catalunha esta era uma actividade normal, pelo menos até ao século passado. Os remadores Raiers transportavam desta forma a madeira dos pinheiros cortados até alcançarem o mar, e hoje ainda os podemos ver ao vivo no terceiro sábado do mês de agosto.
 
Vestidos com roupa de época, os habitantes de Coll de Nargó recordam este ofício lançando-se sobre um troço do rio Segre, e enfrentando correntes, pedras, e demais perigos do rio. A festa termina com um popular momento de refeições, em que se pode desfrutar da riquíssima gastronomia local. 
 
Remadores em Coll de Nargó

12. A Dança da Morte, em Verges, Girona

Em Verges, o dia de todos-os-santos tem outro sabor, já que os desfiles e bailaricos de esqueletos ao som de tambores são parte de uma festa que tem tanto de particular como de macabro. Esta é a chamada Dança da Morte, um espectáculo teatral que faz parte da Procissão de Verges e que tem lugar no dia de todos-os-santos.
 
A Dança da Morte é um baile espectacular em que cinco esqueletos se colocam em cruz e assim caminham pelas ruas da povoação, iluminados apenas pela luz tétrica das tochas de que se fazem acompanhar. Verges fica muito próxima da Costa Brava, por isso, durante a sua visita à povoação, recomendamos que procure alojamento numa casa de férias da Costa Brava, para que possa descobrir as maravilhas da zona.
 
A Dança da Morte

13. Ano novo em agosto - Berchules, Granada

Que em Espanha nunca faltam festas é um facto sobejamente conhecido, mas se há alguma festa especialmente apreciada, não há motivo para que ela não se volte a repetir algures no mesmo ano. Esta filosofia é vivida literalmente assim pelo povo granadino de Berchules, já que no primeiro sábado de agosto decide-se repetir a noite de ano novo, ali chamada de Nochevieja.
 
Devido a um problema elétrico em 1994, os habitantes de Berchules não puderam celebrar a festa de ano novo com as suas danças e passas, e foi por isso decidiram adiar esses festejos para o mês de agosto.
 
O festival tornou-se tão popular que foi repetido no ano seguinte, sendo que hoje atrai mais de 10,000 pessoas a cada ano. É uma ótima ideia procurar alojamento em Granada se quiser visitar Berchules, já que esta pequena cidade fica mesmo ao lado da Serra Nevada. Por isso, se os seus sinos de natal começarem a tocar um pouco mais cedo este ano, vá visitar a maravilhosa cidade de Berchules no Natal!
 
Nochevieja em Berchules

14. O "Salto del Colacho" - Castrillo de Murcia, Burgos

O "Salto del Colacho" é uma tradição que se celebra todos os anos, em junho, na povoação de Castrillo de Murcia, que se localiza na província de Burgos. O festival data de 1621 e combina elementos cristãos e pagãos, procurando celebrar a vitória do bem contra o mal.

O evento procura recriar um espetáculo curioso, provavelmente pouco indicado para os pais mais protetores. No final da procissão, um pastor dá a sua benção às crianças que nasceram na região durante o ano anterior. Os mais pequenos são então deitados em almofadas e expostos em pequenos altares decorados com flores.

É nesta altura que o "colacho" entra em cena. Um homem, vestido de vermelho e amarelo e representando o demónio, corre pelas ruas da povoação, dando encontrões aos participantes com um chicote e sendo por sua vez atacado com mais empurrões e insultos. Uma vez chegado à area das almofadas onde as crianças estão expostas, o "colacho" salta para cima delas para afugentar os maus espíritos e oferecer aos bebés proteção e saúde. No fim da cerimónia, as crianças recebem pétalas de flores antes de serem devolvidas aos braços dos seus pais, e então começa a festa de danças e vinho.

Agora que já está familiarizado com as mais divertidas e bizarras festividades de Espanha, já sabe que as coisas podem-se tornar bastante originais por aqueles lados. Seja como for, todos somos obrigados a reconhecer que os espanhóis sabem como fazer uma festa!

Vivenda em Calpe

  • 3 quartos
  • 7 pessoas
  • 2 casas de banho
  • 147 m²: área coberta
  • Piscina privada
  • Wi-Fi
  • Varanda
  • Churrasco
  • Estacionamento privado
Id: 71152 Adicionar aos Favoritos Remover Remover
€ 1 115 - 2 791/semana € 159 - 399/noite Mostrar detalhes

Vivenda em Jávea (Covatelles)

  • 3 quartos
  • 8 pessoas
  • 2 casas de banho
  • 230 m²: área coberta
  • Piscina privada
  • Wi-Fi
  • Pátio
  • Churrasco
  • Estacionamento privado
Id: 20988 Adicionar aos Favoritos Remover Remover
€ 1 421 - 3 666/semana € 203 - 524/noite Mostrar detalhes

Apartamento em Marbella

  • 3 quartos
  • 6 pessoas
  • 2 casas de banho
  • 105 m²: área coberta
  • 25 m²: terraço
  • Piscina comum
  • Wi-Fi
  • Jardim
  • Mobília de exterior
Id: 40305 Adicionar aos Favoritos Remover Remover
€ 700 - 1 700/semana € 140 - 316/noite Mostrar detalhes
X
Ganhe um voucher de € 750 como prémio!
Inscreva-se na nossa newsletter e habilite-se a ganhar 750€ para usar nas suas próximas Férias em Espanha.


Eu li e aceito a política de privacidade
 Ganhe um voucher de € 750 como prémio! 
Ferias-Espanha.pt usa cookies de terceiros para melhorar os nossos serviços e mostrar anúncios ajustados às suas preferências, analisando os hábitos de navegação. Mude as configurações e obtenha mais informação. aqui